Bairro do Bixiga – Reduto italiano em São Paulo

Capa

Em São Paulo sempre há um cantinho para cada cultura, com seus costumes e suas características.

No bairro da Bela Vista encontra-se a região do Bixiga, local fundado pelos imigrantes italianos e que até hoje representa a comunidade italiana na cidade. O aspecto cultural mais característico está na gastronomia presente em uma grande quantidade de cantinas e restaurantes típicos, onde se come muito bem, o que é sem dúvida a atração mais procurada nos arredores.

Cantinas

Algumas construções representam pontos históricos do bairro e descrevem um pouco de como foi a ocupação pelos imigrantes italianos, alguns casarões históricos e imóveis antigos que compõem a região são considerados pontos turísticos.
Os Arcos da Jandaia e as casinhas coloridas da Rua Conselheiro Carrão parecidas com o Caminito Argentino; a Vila Itororó, que conta uma parte importante da história como sendo a primeira residência na cidade a ter uma piscina é um casarão acompanhado de 37 casas ao redor, o casarão com 4 andares está tombado e necessitando urgentemente de revitalização. No Bixiga também está localizada a casa da Dona Yayá, que pertence à USP e foi transformada em um centro cultural; a escadaria do Bixiga, além do Museu do Óculos e Museu de Memória do Bixiga.

centro da memória

Aos domingos é realizada uma feirinha de antiguidades, na Praça Dom Orione, vale a pena dar uma passadinha por lá.

Os teatros Sérgio Cardoso, Ruth Escobar e o Teatro Renault, são importantes pontos culturais da cidade, sem falar do Teatro Oficina, que além de ser um ponto cultural também faz parte do patrimônio arquitetônico e foi tombado como Patrimônio Histórico Municipal, Estadual e Nacional.

Teatro Sérgio Cardoso

Também acontece anualmente no bairro, todo mês de agosto, a tradicional Festa de N. Sa. Achiropita.

Festa Achiropita
A festa é realizada com barracas de rua, com pratos típicos italianos, muita macarronada, pizza, fricazza, fogazza, polenta, antepastos, sardela, doces italianos, além de um espaço da cantina.

festa 1

Ficamos nas barracas e começamos pela deliciosa fricazza, uma massa à base de batata e bem macia com cobertura de calabresa ou muçarela, também não poderíamos deixar de experimentar a fogazza, enfrentando uma fila de aproximadamente 20 minutos, sendo que depois disso não conseguimos comer mais nada, satisfazendo perfeitamente até os mais comilões.

festa 2

No espaço da cantina são servidas as diversas iguarias acompanhadas de música ao vivo e dança, mas é preciso ficar de olho e comprar o ingresso com antecedência, já no início do mês de julho.

A festa na rua além de muita segurança é muito divertida e também possui vários brinquedos para as crianças e muita, muita animação!

Diversão 3

Para finalizar fomos até a barraca de doces, mas infelizmente o cannoli já tinha acabado e o jeito foi comprar o famoso doce em uma das muitas lojinhas do bairro.

Cannoli

O bairro precisa urgentemente de uma revitalização, pois os patrimônios estão precisando de reformas, mas apesar de tudo uma a visita aos teatros ou a uma cantina vale muito a pena!