Memorial da América Latina

 

Mão restaurada

Bem ao lado do Metrô Palmeiras-Barra Funda na linha vermelha está localizado o Memorial da América Latina, um espaço que foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer para estreitar as relações entre os países latino americanos e abrigar um pouco da sua cultura.

Logo na entrada principal, no portão 01, encontramos uma obra interessantíssima de Maria Bonomi; trata-se de um conjunto de painéis denominado Etnias, compostos de argila, bronze e alumínio, expostos ao longo de um corredor de espelhos que contam a história da cultura indígena brasileira, remetendo a uma contemplação de inenarrável beleza, reunindo no espaço arte e história onde a artista plástica retrata um período importante utilizando-se de diferentes materiais e representando em cada material utilizado uma fase diferente. A visita a este espaço é imperdível!

etinias

O conjunto arquitetônico em seus 85 mil metros quadrados reúne em seu espaço prédios cuidadosamente projetados e ligados por uma passarela; são eles:
uma biblioteca onde estão vídeos, obras, livros, documentos com informações culturais dos países da América Latina; a Galeria Marta Taba, um espaço projetado para as exposições de arte especialmente criado para esse fim com controle de temperatura, umidade e iluminação; o Salão de Atos onde observamos vários painéis como Tiradentes-Portinari, Poty e Caribe, onde também são apresentadas exposições temporárias.
Do outro lado da passarela temos o Pavilhão da Criatividade com um mapa da América Latina sob um piso de vidro contendo a representação do continente latino-americano e sua cultura, parada obrigatória para fotos e a observação minuciosa de todos os povos representados. O Pavilhão possui também um grande acervo permanente compreendendo artesanato, trajes típicos, vestimentas, objetos culturais, instrumentos musicais utilizados em países da América Latina como Brasil, Guatemala, Peru, Estados Unidos do México, Equador.

Mosaico 2

O auditório Simon Bolívar está sendo reformado por ter sofrido um incêndio em 2013 e, por esse motivo, não foi possível visitá-lo, mas já foi palco de grandes espetáculos.

Sem desprezar os monumentos e obras já descritos, na realidade o grande símbolo é a escultura da mão do Memorial, ela também é uma obra de Oscar Niemeyer e mostra o mapa da América Latina em vermelho na sua palma, está localizada na Praça Cívica, lembrando o sangue, suor e pobreza que marcaram a história do povo latino-americano.

capa

O Memorial da América Latina vem oferecendo sempre uma programação cultural diversificada como apresentações musicais, filmes, gastronomia e exposições procurando demonstrar as culturas regionais.

Normalmente nos finais de semana você encontra um programa divertido que reúne música, dança, gastronomia, além de prestigiar sempre uma exposição interessante e conhecer o acervo permanente que representa as características culturais de diversos Países Latino-americanos.

Musica comidas

Antes de se dirigir ao local, confira a programação dos finais de semana, pois dependendo da atração o espaço costuma ficar lotado.

O horário de funcionamento da Galeria Marta Taba, Pavilhão da Criatividade Darcy Ribeiro e Salão de Atos é de terça a domingo das 9h às 18h.
Biblioteca é de segunda a sexta das 9h às 18h e aos sábados das 9h às 15h.

Fundação Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda
O local possui estacionamento
Confira a programação no site

Está pretendendo vir a São Paulo e tem alguma dúvida?
Nós teremos prazer em responder.
Escreva para nós em: contato@checkinsapaulo.com