Museu da Imigração

capa 1

Sim, São Paulo tem muitas histórias para contar, e nos orgulhamos de fazer parte dessa história!

São Paulo de todos os povos, São Paulo de todas as tribos, São Paulo de todas as nacionalidades, São Paulo de todos. Não é à toa que é chamada de cidade multicultural.

Hoje falaremos sobre o Museu da Imigração, que conta uma parte importante da história da população de São Paulo.

Os primeiros imigrantes chegaram a São Paulo no final do século XIX e início do século XX, com o crescimento da agricultura, principalmente cana de açúcar e café. Embora atraídos pelas promessas de uma vida melhor e devido às condições pós-guerra pelas quais passavam a Europa e a Ásia, na verdade eram recrutados com a real intenção da substituição à mão de obra escrava. Com isso a população de São Paulo foi sendo formada, composta por imigrantes de diversas partes do mundo e sofrendo diversas influências culturais.

Mosaico pós-guerra

O Museu da Imigração está localizado no bairro da Moóca, na antiga Hospedaria de Imigrantes, onde eram recebidos aqueles que para cá vinham à procura por oportunidades.

Mosaico hosperadia

O local ao mesmo tempo em que nos remete ao final do século XIX, seja pelos objetos expostos ou pela construção belíssima, possui uma modernidade nas exposições com áudios e vídeos que contam a história da imigração em São Paulo.

Mosaico audio e vídeo 2

O ingresso dá direito a visitar as salas de exposições, além de você fazer uma visitação por locais muito interessantes dentro do museu, desde a antiga estação de trem em sua plataforma preservada, o belíssimo jardim até a um café muito charmoso.

JArdim plataforma café

A história é descrita nas várias exposições existentes no local (onde é permitido entrar somente uma vez com o mesmo ingresso), com objetos doados pelos imigrantes como roupas, calçados e muitas outras coisas utilizadas na época.

O ponto alto da visitação é a exposição permanente que fica no mezanino, onde existem espaços contendo fotos, cartas, mobiliários utilizados na época e depoimentos dos atuais e dos antigos imigrantes ou de seus descendentes, além de vídeos, áudios contando a história da imigração e até uma sala onde é reproduzido como eram os dormitórios da hospedaria.

Mosaico objetos cartas dormitório

Ali existe uma parede onde estão dispostos os diversos sobrenomes dos imigrantes que passaram pela hospedaria, onde é impossível você não ficar procurando pelo seu.

Nomes

Aproveite para caracterizar-se com as roupas de época e tirar uma foto na plataforma do trem.

roupas típicas

Também é possível viajar no tempo fazendo um passeio de Maria Fumaça que dura aproximadamente 25 minutos, saindo da Rua Visconde de Parnaíba, 1253, logo em frente ao museu. Esse passeio não faz parte do roteiro do museu e é feito de forma independente; dependendo do carro escolhido o valor da contribuição é de R$15,00 a R$ 20,00. O trem opera sábados, domingos e feriados das 10h às 16h.

O Museu da Imigração fica a aproximadamente 700m da Estação Bresser-Moóca. O caminho até lá é um pouco deserto, por isso vá com cuidado caso opte pelo transporte público.

 

Horários
O museu funciona de terça a sábado das 9h às 17h
Domingos das 10h às 17h

Ingressos
R$ 6,00 (inteira)
Gratuito aos sábados

Endereço
Rua Visconde de Parnaíba, 1316

Visite o site do museu para mais informações.

 

Está pretendendo vir a São Paulo e tem alguma dúvida?
Nós teremos prazer em responder.
Escreva para nós em: checkinsaopaulo.com/contato/