Passeio de Maria-Fumaça – uma viagem no tempo

Redescobrir a memória de São Paulo é uma tarefa prazerosa, principalmente quando se pode vivenciar experiências que nos revelam um pouco de sua história e é isso que experimentamos na viagem no trem Maria Fumaça, que faz o percurso do bairro da Mooca ao Brás, saindo da Rua Visconde de Parnaíba.

O passeio turístico, que tem a duração de aproximadamente 25 minutos, é promovido pela ABPF -Associação Brasileira de Preservação Ferroviária e permite aos passageiros conhecerem como eram as antigas viagens de trem. Os monitores, durante o percurso, recriam e narram a experiência de como era viajar num trem no início do século passado trazendo curiosidades e inclusive fazem encenações de como era o funcionamento de tudo, desde as plataformas até os procedimentos adotados pelos fiscais que durante a viagem passavam “picotando” os bilhetes. A experiência é incrível!

A composição possui uma locomotiva a vapor (Maria Fumaça), um vagão reboque ou tender que carrega a lenha e dois vagões, um deles, de 1928, de madeira, que preserva ainda muitas partes originais como o piso, o teto com as luminárias e os lavatórios. O outro vagão é datado de 1950 e mostra o conforto da primeira classe na época, com todos os itens originais, inclusive os bancos reclináveis.

Durante o percurso, passamos por um pátio onde estão sendo restauradas algumas locomotivas e vários vagões que tinham diferentes finalidades como restaurante e dormitório. Além de aprendermos sobre a história das ferrovias, tipos de locomotivas e vagões e suas funções, o monitor conta a história dos itens que estão em restauro e esse trabalho é feito pela associação que promove também vários eventos intitulados “Nos Trilhos” com diversos shows, para arrecadar recursos destinados à preservação dos vagões e locomotivas que fazem parte da história da cidade.

Os passeios são realizados de terça a sexta feira somente para grupos e nos finais de semana ao público em geral das 11h às 16h, partindo da plataforma na sede da ABPF, bem ao lado do Museu da Imigração, com ingressos a R$ 20,00 e R$ 25,00, confira.

No primeiro final de semana de cada mês a locomotiva Maria Fumaça parte da estação localizada dentro do Museu da Imigração onde além de conhecer o Museu e a história da imigração em São Paulo (veja nosso post), você pode alugar um figurino da época e tirar fotos na plataforma da estação, nos jardins do museu e em uma sala com todas as características dos tempos da Maria Fumaça para levar como lembrança, e a foto também tem todo o estilo daquela época. O custo das fotos varia de R$ 35,00 a R$ 45,00, dependendo do tamanho e podem ser encaminhadas por correio ou retiradas no local.

Para finalizar, um café na Cantina SP, um lugar charmoso dentro do Museu da Imigração que fechou o nosso passeio com chave de ouro.

O Museu da Imigração fica na rua Visconde de Parnaíba, 1316. Para quem for de metrô deve descer na estação Bresser Mooca e seguir pela Rua Visconde de Paraíba até o final.
Bem de frente ao Museu existe um mural muito interessante com imagens de imigrantes que passaram pela hospedaria, que agora é o museu, e também chegando ao porto de Santos.

Para quem for fazer somente o passeio de trem, a sede da ABPF fica no número 1253 da rua Visconde de Parnaíba.

Aos sábados a entrada para o Museu da Imigração é grátis, confira.