Páteo do Colégio

1

Inicialmente era chamado de Patteo do Collégio. Atualmente, nas placas de rua é identificado como Páteo do Colégio, que é como o identificaremos aqui no blog.

No ano de 1554, os jesuítas, com a intenção de ensinar e catequizar os índios, construíram a primeira escola de pau a pique, que era uma técnica de construção com barro, bambu e palha. Em 1556, com o crescimento do vilarejo, uma escola e uma igreja foram construídas em taipa de pilão, que era uma técnica de construção com barro, plantas, estrume e sangue de animais, no jardim do Páteo do Colégio existe uma parede de taipa de pilão exposta.

2

O local, que sofreu diversas reconstruções ao longo do tempo devido a conflitos com a igreja e com Portugal, e que além de colégio também já foi usado como palácio do Governo, atualmente abriga o Museu de Arte Sacra, Museu Anchieta, Biblioteca Pe. Antônio Vieira e o Café do Páteo. Hoje falaremos sobre o Museu Anchieta e sobre o Café do Páteo.

Logo na entrada, encontra-se exposta uma maquete da fundação do Páteo do Colégio, com identificação de como eram lugares bastantes conhecidos de São Paulo, a cidade nasceu a partir do local e foi se expandindo em seu entorno até se transformar nessa grande metrópole que conhecemos hoje.

Além da maquete, também estão expostas ilustrações com todo o processo de construção e reconstrução do Páteo do Colégio através dos anos e mapas, plantas e cartas de São Paulo do século XX. Sendo as duas plantas mais antigas do ano de 1810 feitas pelo engenheiro Rufino Felizardo da Costa. Nessa área do museu é possível ler uma parte da história em cartões informativos disponibilizados em português, inglês e espanhol.

No museu também existem diversos objetos que retratam a vida social paulistana dos primórdios da cidade, que era intrinsecamente ligada à religiosidade, como as paulistinhas, que eram pequenas esculturas entre 5 cm e 25 cm feitas em barro. Também estão expostos suntuosos oratórios, e outros objetos religiosos, como uma pia batismal usada nos batismos da época

As visitas à cripta do Páteo do Colégio são feitas de hora em hora e os visitantes podem permanecer pelo tempo máximo de 25 minutos no local. A cripta, que foi o primeiro cemitério de São Paulo, não é mais usada para armazenar restos mortais, nela são realizadas exposições temporárias, onde na primeira parte da visita um funcionário do museu explica um pouco da história do lugar e depois as pessoas podem contemplar a exposição.

DSCN8602

Todas as obras no museu têm identificações em português, inglês e espanhol e, na cripta as identificações das obras estão disponíveis em português e inglês.

Mais uma vez, vamos ficar devendo fotos internas, pois não é permitido fotografar dentro do museu. Logo na entrada, um funcionário guarda seus pertences em um armário e te dá uma chave para que os retire na saída.

A visita ao Páteo do Colégio não se restringe somente ao museu, o jardim também merece uma atenção, é um lindo lugar onde obras de arte dividem espaço com plantas muito bem cultivadas. No jardim também ficam grande parte das mesas do café do museu, que é um ambiente muito agradável para um lanche ou refeição.

3

Nesse café, que fica na parte interna do edifício, além das delícias para saborear fresquinhas, é possível comprar alguns docinhos bem charmosos para presentear, como as balas de banana passa embrulhadas na palha e as tradicionais compotas de doces. Outra opção é o café embrulhado a vácuo em uma embalagem que remete à fachada do Páteo do Colégio.

Mosaico 1

Os ingressos do museu custam (Preços referentes a abril/2016)
R$ 8,00 a inteira
R$ 4,00 a meia entrada
R$ 2,00 a para estudantes de escolas pública

Horário de funcionamento
De terça a domingo das 9h às 17h

Caso visite o local durante a semana, aproveite para visitar a biblioteca e pesquisar um pouco sobre a história de São Paulo. O funcionamento é de terça à sexta-feira das 9h às 17h.

E aí, que tal fazer uma visitinha ao marco inicial de São Paulo?

Está pretendendo vir a São Paulo e tem alguma dúvida?
Nós teremos prazer em responder.
Escreva para nós em: contato@checkinsapaulo.com